Brasil cofrinho

Principais funções do SFN

2018 / POR: ACIONISTA.COM.BR

Para entender melhor sobre as funções, entenda rapidamente o que é o SFN (Sistema Financeiro Nacional). Trata-se de um conjunto de instituições que possibilitam a circulação de moeda no Brasil, criando condições de transferência entre ofertadores e tomadores, além de criar condições de liquidez para o mercado (facilidade de trocas financeiras). Para que isso ocorra da forma mais eficiente possível, via funções normativas, o Conselho Monetário Nacional (CMN) – órgão máximo – atua com o objetivo de regulamentar, controlar e fiscalizar todo o sistema financeiro.


Através das instituições, o sistema financeiro tem como função:

• Captar recurso financeiro;

• Distribuir e circular valores e títulos mobiliários;

• Regular este processo.


Talvez você se pergunte: mas como isso funciona?

Resumidamente, podemos dividir o mercado em 3: os tomadores (deficitários), os ofertadores (superavitários) e os intermediários (aqueles que fazem o negócio acontecer).

Os tomadores são aqueles que gastam mais do que sua renda, portanto estão em uma posição de déficit financeiro. Precisam de dinheiro para realizar seus planos.

Os ofertadores gastam menos do que sua renda, estando em uma posição de superávit financeiro.

Os intermediários são aqueles que ofertam para aqueles que gastam menos (os ofertadores) e oferecem outras opções para aquele que gasta mais do que tem (o tomador) para poder cobrir o déficit financeiro. Fazendo um movimento simples de mercado, propondo investimentos para aqueles que possuem recursos, sobrando e oferecendo empréstimo/financiamento para aqueles que precisam do dinheiro.