2311-politicas-economicas

Entenda as 4 principais políticas econômicas do Governo

23 NOV, 2018 / POR: ACIONISTA.COM.BR

O objetivo principal das políticas econômicas é melhorar o bem-estar social, e claro, a cada medida tomada haverá consequências, tanto para o dia a dia do cidadão, como para o seu investimento. Portanto seja em cenário de desafios ou de crescimento pleno é importante estar atento nas movimentações e intervenções governamentais para saber se você está colocando seu dinheiro no investimento correto.

1)Política de Renda visa elevar o poder de consumo de toda a população através das trocas financeiras. Tem impacto direto no nível de preços, ou seja, o cuidado está diretamente ligado à inflação.

2)Política Fiscal tem como principal meta equilibrar os gastos e as receitas do governo via controle de gastos públicos e dos impostos, principalmente. Havendo dois tipos principais de política fiscal: a expansionista que visa estimular a economia, diminuindo juros, arrecadação e aumentando seus gastos; e a contracionista que visa desaquecer a econômica, tirando estímulos, aumentando juros e controlando a inflação.

3)Política Cambial objetiva equilibrar as contas externas e principalmente a taxa de câmbio do país, isto é, controlar a quantidade de moeda nacional para adquirir outra moeda de outro país (a mais conhecida Real X Dólar). Influencia diretamente na importação e exportação. Em cenário de desvalorização do Real quem ganha é quem exporta por vender para fora do país e receber mais da moeda nacional; e perde quem importa pois terá que pagar mais caro para obter o item lá de fora. Com a valorização do Real ocorre a relação inversa.

4)Política Monetária reflete diretamente no mercado financeiro por ser uma política que atua para controlar a liquidez do mercado (quantidade de moeda em circulação), através da disponibilidade de crédito e nas decisões sobre as taxas de juros praticadas na economia nacional. Entrando em cena a Selic que tem grande importância na economia, pois acaba servindo de parâmetro para as taxas de juros aplicadas em todo o mercado financeiro, conhecida como a “taxa básica” ou o “custo primário do dinheiro”.

As decisões políticas econômicas costumam andar em linha com a evolução dos indicadores econômicos, isto é, na medida em que os números vão evoluindo e estão dentro das metas estipuladas pelo governo, não tem porque intervir; porém em caso de pressões em determinados setores o próprio resultado obriga que se faça algum tipo de intervenção e estes movimentos podem refletir diretamente no seu investimento, obrigando você também a se reajustar diante do novo cenário econômico do país.



Últimas Matérias da Temporda