entenda-riscos

Entenda o que é risco para os investimentos

21 DEZ, 2018 / POR: ACIONISTA.COM.BR

Avaliar riscos é algo fundamental para escolher o investimento adequado. Escolhas que não diferem de decisões que tomamos no dia a dia, no qual sempre envolve a possibilidade de um resultado diferente do esperado.

Portanto, os riscos nos investimentos pode ser definido com uma incerteza, um perigo ou chance de insucesso. Como em toda e qualquer decisão financeira está voltada para o futuro é imprescindível que se avalie possíveis cenários para que sua escolha esteja SEMPRE dentro de seu perfil e de seus objetivos.

Perfil de Investidor: descubra o seu.

A verdade é que não existem investimentos melhores ou piores, apenas investimentos adequados aos diferentes perfis de risco, portanto o EQUILIBRIO é o melhor investimento para você! Ele obedece a um padrão de rentabilidade, liquidez e prazos. Isto é, quanto você quer ganhar em média? Irá precisar do dinheiro a qualquer momento? Deixará parado por um tempo? Prefere deixar em um rendimento que você já sabe quanto será o retorno no final? Ou prefere deixar em um local que a rentabilidade é indefinida, podendo ser surpreendido com rendimento acima do esperado ou abaixo do esperado?

É lógico que NINGUÉM quer perder dinheiro e muitas vezes pequenos investidores tomam decisões equivocadas pela simples frase comum no mercado “quanto maior o risco, maior o retorno”, indo em direção oposta a grandes investidores como Warren Buffet e George Soros que sempre buscam o menor risco possível para os seus investimentos.

O próximo artigo para você será sobre os principais tipos de risco que podem afetar o seu investimento e como evitá-los...

Agora falando um pouco mais de risco. Como o brasileiro não tem a cultura de investir e normalmente prioriza por aplicações de baixo risco ou de fácil acesso como a poupança (poucas vezes rentável), vale lembrar que o mercado financeiro surgiu para trazer facilidades e não o contrário. Igualmente sempre haverá opções mais ousadas e tentadoras, tanto para aqueles que podem arriscar, assim como para os que não podem, mas “escapam” de um investimento adequado ao perfil e se expõem a um risco acima de sua capacidade.

Portanto, saiba que há muitos investimentos entre renda fixa e renda variável de diferentes níveis de risco. Busque conhecer os investimentos que interessam a você junto com os riscos envolvidos em cada um deles e observe a remuneração líquida que cada um pode lhe oferecer (remuneração após impostos, taxas, inflação, prazos e tudo que implica o título); para então decidir se está dentro das suas expectativas e capacidade financeira de arcar com algum eventual contratempo no período do investimento.



1° Temporda