Moedas

Riscos que você deve medir ao investir em renda fixa

2019 / POR: ACIONISTA.COM.BR

A renda fixa é uma das modalidades de investimento mais procurada por investidores que procuram afastar-se dos riscos, em busca de segurança e estabilidade. A previsibilidade nos rendimentos é o que justifica o nome dado ao investimento (Renda Fixa), ou seja, é saber quanto você irá receber de lucro no final do prazo da sua aplicação, apesar de serem classificados entre pré-fixado (rendimento preestabelecido) e pós fixados (rendimento atrelado a algum índice – CDI ou Selic, por exemplo).

Igualmente é preciso ficar atento a alguns detalhes na escolha de onde investir em renda fixa para que o seu investimento "seguro" não seja um total fracasso no futuro. Portanto o investimento que você for escolher dependerá de suas prioridades, desejos e objetivos; então fique atento a estes detalhes:


Prazo e Liquidez - Estar atento ao tempo que seu rendimento estará sendo aplicado e saber sobre a facilidade de “convertê-lo” em dinheiro, isto é, no caso de solicitação de uma parcela ou da totalidade do dinheiro, quando você terá o dinheiro em mãos? Lembre! Quanto mais tempo aplicado maior o rendimento devido à rentabilidade de juros compostos.


Taxas - Atentar-se para as taxas é muito importante para escolher o investimento, pois altera o seu rendimento final. Algumas aplicações cobram taxa de administração, taxa de custódia, tributos como IR (via tabela regressiva de acordo ao prazo de permanência da aplicação) e IOF. Há também aqueles isento de Imposto de Renda (IR).


Resgate - Envolve aquele eventual contratempo que faça com que você precise do dinheiro antes do momento que você tinha planejado. Alguns investimentos de renda fixa não permitem que você solicite o resgate antecipado, caso seja urgente, envolverá o pagamento de multa refletindo negativamente em seus rendimentos.


Rentabilidade/Índice de referência - Não pense que é só investir em qualquer investimento de renda fixa que está Ok. Sim seria, se seu plano é deixar o dinheiro embaixo do colchão. A verdade é que o objetivo do investimento é que no mínimo seu dinheiro não perca poder de compra ao longo do tempo. Então procurar investimentos que remuneram acima da inflação é importante ou que acompanhe alguma taxa de referência como CDI ou Selic. Um rápido exemplo, a caderneta de poupança, que hoje rende 70% da Selic + TR, é um rendimento MUITO fraco, pois remunera abaixo da inflação fazendo com que seu dinheiro perca poder de compra ao longo do tempo.


Aqui vão algumas sugestões de pesquisa por alternativas investimentos para você que deseja fugir dos riscos:

Títulos do Tesouro Direto. (Tesouro Selic (LFT), Tesouro IPCA+, Tesouro IGP-M, Títulos pré-fixados - LTN).

Certificado de Depósito Bancário (CDB).

Letra de Crédito do Agronegócio (LCA).

Letra de Crédito Imobiliário (LCI).

Letras de Câmbio.

Fundos de Investimentos de Renda Fixa.



Outras Matérias: