Gráfico

Ibovespa próximo de bater 100 mil pontos

15 MAR, 2019 / POR: GUERATTO PRESS

"Esse resultado já era esperado mesmo com algumas incertezas políticas, mas assim que a Reforma da Previdência for aprovada aí veremos um crescimento ainda maior".

O Ibovespa ultrapassou novamente uma marca histórica. Nesta quarta-feira seu índice chegou a bater 99 mil pontos, mas fechou em 98.904. As expectativas são de que ele ultrapasse os 100 mil pontos se o cenário econômico continuar a se manter positivo.

"O forte otimismo em relação a expectativa da Reforma da Previdência vem refletindo de maneira bastante positiva nos últimos dias fazendo que o índice venha quebrando recordes", diz Daniela Casabona, sócia-diretora da FB Wealth.

Esse otimismo vem acompanhado da instalação da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) que tem maioria do governo, o que é favorável a tramitação do projeto e a sua possível aprovação.

"Esse resultado já era esperado mesmo com algumas incertezas políticas, mas assim que a reforma da previdência for aprovada possivelmente veremos um crescimento ainda maior", complementou Daniela.

O analistas de investimentos da Nova Futura Investimentos, Leandro De Checchi, acredita que falta pouco para se chegar à marca histórica.

"Creio que bater os 100 mil pontos é uma questão de tempo apenas. Alguns resultados de empresas ainda estão sendo divulgados. Estou bem otimista que o patamar dos 100 mil pontos seja batido esse mês", diz Checchi.

A fala do Ministro da Economia, Paulo Guedes, na cerimônia de tramitação do Banco Central foi importante para impulsionar os mercados.

O Ministro se mostrou otimista com relação a aprovação da Reforma. Além disso, o Governo recuou e decidiu evitar a tramitação dos dois projetos de emenda constitucional para votação.

Para que se chegue a esse patamar, Fernando Bergallo, diretor de câmbio da FB Capital, explica que somente com o mercado interno não é possível chegar aos 100 mil pontos. Seria necessário um aumento no fluxo de investimento estrangeiro no país e com a entrada de dólares no Brasil a taxa de cambio atual acabaria reduzindo como consequência.

"Grande parte do capital que é necessário ingressar na bolsa para que esse patamar seja atingido é capital com origem no exterior. Com o aumento da oferta de moeda estrangeira no país, o patamar de 100 mil pontos na Bolsa seria compatível com o dólar a uma taxa de câmbio de R$ 3,65 até R$ 3,70", diz Bergallo.

Gueratto Press



Veja mais: