Gráficos financeiros

Os 4 principais segmentos do mercado financeiro

2019 / POR: ACIONISTA.COM.BR

Com o objetivo de facilitar o processo de compra do consumidor, da mesma maneira como você vai à feira ou a um supermercado, onde cada produto está separado por setor, no mercado financeiro, não é diferente. De acordo com características próprias, podemos dividir o mercado em quatro segmentos específicos: Cambial, Crédito, Monetário e de Capitais.


Mercado Cambial: é onde se negocia as trocas de moedas estrangeiras. Envolve a parte de importação, exportação, aqueles que necessitam de moeda estrangeira, assim como os que precisam trocar moeda de fora por real. As operações são feitas por intermediação de instituições financeiras autorizadas (bancárias ou não bancárias). Este mercado é administrado, fiscalizado e controlado pelo Banco Central do Brasil que atua através de políticas cambiais para controlar as operações de câmbio e da taxa de câmbio.


Mercado de Crédito: ocorre através de instituições financeiras e não financeiras, visando atender necessidades de indivíduos e empresas que precisam de recursos para consumo ou capital de giro, realizando transações de curto e médio prazo. Ou seja, é onde há operações de empréstimos e financiamentos, também conhecidos como mercado bancário. O Banco Central do Brasil é o principal órgão responsável por controlar, normatizar e fiscalizar este mercado.


Mercado Monetário: é onde ocorrem transações de curto e curtíssimo prazo envolvendo principalmente as instituições financeiras. Concentram-se as operações para controle da oferta de moeda e das taxas de juros com o objetivo de garantir a liquidez na economia. O Banco Central do Brasil atua neste mercado praticando a conhecida Política Monetária principalmente via 3 instrumentos: depósito compulsório, redescontos e operações no mercado aberto (Open Market).


Mercado de Capitais: visando o médio e longo prazo para empresas é onde ocorrem operações de compra e venda de títulos e valores mobiliários entre empresas, investidores e intermediários. Proporciona liquidez aos títulos de emissão de empresas e viabiliza o processo de capitalização. Os principais títulos emitidos são as ações (representando o capital da empresa) e os empréstimos (debêntures, bônus de subscrição e "commercial pappers").


O mercado de capitais ainda permite outros tipos de operações abrangendo negociações com direitos e recibos de subscrição, certificados de depósitos de ações, aluguéis, derivativos e mais. A Bolsa de Valores é o atuante mais visível deste mercado tendo a CVM (Comissão de Valores Mobiliários) como órgão responsável pelo controle, normatização e fiscalização.



Veja mais: