EUA x China

Guerra Comercial EUA x China - especialistas comentam impactos

07 MAI, 2019 / POR: GUERATTO PRESS

“A possibilidade das negociações entre EUA e China voltarem ao zero atormentou o mercado global. As quedas das Bolsas e aumento do dólar já eram esperadas desde os tuítes de Trump”.

O Presidente Donald Trump anunciou em seu Twitter que aumentará para 25% os impostos sobre determinadas mercadorias chinesas. O Presidente norte-americano ainda disse que em breve outros produtos da China também terão suas tarifas reajustadas. Como resultado dessa declaração a Bolsa de Valores chinesa teve a sua maior queda desde 2016. 4 especialistas do mercado financeiro comentam sobre a disputa comercial entre Estados Unidos e China.

“A aversão ao risco domina os mercados globais, após o Presidente Donald Trump anunciar o aumento de 10% para 25% sobre os US$ 200 bilhões em produtos chineses em um momento que os investidores estavam esperando um acordo entre as duas potências. Trump ainda disse que mais US$ 325 bilhões em produtos da China devem ser tarifados em 25% em breve. O porta voz do governo chinês disse que a delegação do país ainda prepara uma viagem aos Estados Unidos para uma nova rodada de negociações, mas sem falar em data ou se o grupo será liderado pelo vice-premiê Liu He. Mesmo com as declarações da China, os futuros das Bolsas de Nova York e Bolsas europeias caem perto de 2%, enquanto as bolsas chinesas tiveram a maior queda desde 2016. O petróleo e o cobre também recuam, enquanto o ouro e iene sobem, refletindo a busca por segurança”, comenta Fernando Bergallo, Diretor de Câmbio da FB Capital.
“O acirramento da guerra comercial dos EUA contra a China pode aumentar os riscos de uma desaceleração global", disse Pedro Paulo Silveira, Economista-Chefe da Nova Futura Investimentos. Já para Daniela Casabona Sócia-Diretora da FB Wealth, a possibilidade de as negociações entre EUA e China voltarem ao zero atormentou o mercado global de forma geral. “As quedas das bolsas e aumento do dólar já era esperado desde os tuítes de Trump”, explicou Daniela.
“A disputa comercial entre EUA e China parece muito mais fundada em uma forma do Presidente Trump de chamar atenção para algo que ele internamente não está conseguindo fomentar que é o crescimento da economia americana, o famoso slogan let´s make america great again. Uma série de políticas desastrosas do seu governo aparentemente não criaram o crescimento sustentável que ele prometeu, e de maneira geral meu sentimento é que arrumar "briga" com a China é uma forma de desviar a atenção ao problema”, analisou Pedro Coelho Afonso, Economista-Chefe da PCA Capital



Gueratto Press