O Portal Acionista.com.br e o IBRI apresentam aos seus usuários e associados um trabalho conjunto que visa apresentar a visão do profissional de relações com investidores sobre vários temas relacionados a sua atividade, tais como relacionamentos com os acionistas e investidores, novas ferramentas de comunicação, aprimoramento profissional, governança corporativa, responsabilidade social, sustentabilidade e muitos outros assuntos que poderão ser acompanhados aqui. 
Periodicamente você conhecerá a opinião dos participantes do debate sobre um tema específico.

Acesse o Índice dos debates anteriores


DEBATE PORTAL ACIONISTA.COM.BR & IBRI

Práticas e Estratégias de RI

Início: 06/10/2014                                                                                                  Última Atualização: 03/11/2014

Participantes:

Carlos Lazar

Diretor de RI da Kroton
André Gonçalves Gerente de RI da Fibria

1. De que forma a companhia se comunica com o investidor?

2. Com que frequência é realizada "Non-Deal Roadshows" no Brasil e no Exterior?

3. Você concorda que a escolha de uma corretora é o melhor canal ou há alternativas?

4. Observamos que as reuniões com investidores no Brasil, em sua maioria se dão através de teleconferências de resultados e reuniões Apimecs. Qual tem sido a taxa de retorno destas apresentações em número de participantes e o que tem sido feito para aumentar a participação de investidores?

5. O que a companhia tem feito para aumentar a base de investidores pessoa física?

Resposta das próximas perguntas, nas semanas seguintes.

1. De que forma a companhia se comunica com o investidor?

Carlos Lazar

A Kroton se comunica com os investidores por meio de diversos canais, sendo que os principais eventos estão relacionados aos comunicados públicos, reuniões e teleconferências. Adicionalmente, acabamos de lançar nosso novo site de relações com investidores com diversas novas funcionalidades que promovem uma aproximação bastante importante entre a comunidade financeira e a Companhia. Temos ainda como prática atender todas as demandas de reuniões e aquelas que surgem no canal Fale com o RI com bastante agilidade, além de participar de diversos eventos no Brasil e no exterior.

André Gonçalves

A Fibria observa constantemente os princípios de equidade e transparência e utiliza diversos canais de comunicação para interagir com o seu público investidor, tais como: relatórios trimestrais de desempenho econômico financeiro (press releases), relatório da administração, formulário de referência, Formulário 20-F, relatório de sustentabilidade, atas de assembleia, comunicados ao mercado, fatos relevantes, mailings, website de relações com investidores, aplicativo para celular e tablets, teleconferências, reuniões públicas com agentes de mercado, non-deal roadshows, conferências, atendimentos por telefone, dentre outras.

2. Com que frequência é realizada "Non-Deal Roadshows" no Brasil e no exterior?

Carlos Lazar

A Kroton possui uma frequência bastante ativa de participações em Non-Deal Roadshow tanto no Brasil, quanto no exterior. No total, realizamos cerca de 8 eventos desse tipo ao ano, além de realizar anualmente o Kroton Day para aproximar a comunidade financeira dos diretores da companhia e tornar mais claro os planos estratégicos da organização. Adicionalmente, realizamos diariamente reuniões com investidores em nossas instalações e participamos da maioria das conferências realizadas pelos bancos de investimentos no Brasil e no exterior.

André Gonçalves

A Fibria tem realizado no mínimo 2 por ano.

3. Você concorda que a escolha de uma corretora é o melhor canal ou há alternativas?

Carlos Lazar

Acredito ser importante sim ter o apoio de uma corretora para a realização desses eventos, pois a mesma é fundamental para se chegar ao melhor número de investidores qualificados.

André Gonçalves

Concordamos que seja o melhor canal. No entanto, o time de RI da Fibria procura atuar também de forma independente, elaborando targeting studies para mapeamento de investidores que entende ter elevada relevância para a sua base de investidores.

4. Observamos que as reuniões com investidores no Brasil, em sua maioria se dão através de teleconferências de resultados e reuniões Apimecs. Qual tem sido a taxa de retorno destas apresentações em número de participantes e o que tem sido feito para aumentar a participação de investidores?

Carlos Lazar

Não é o caso da Kroton. Teleconferência de Resultados é apenas um dos mecanismos de comunicação com os investidores, mas é essencial que haja um reforço de outras atividades com o objetivo de aprimorar a estreitar a nossa relação com os investidores, tais como visitas às unidades.
Atualmente, temos cobertura dos principais bancos e corretoras que operam país, além de ter uma demanda extremamente alta nas conferências e NDRs em que participamos. No último Kroton Day foram quase 200 investidores presentes. O alto quórum de nossas reuniões é resultado de um intenso trabalho que a área de relações com investidores realiza para estreitar os canais com a comunidade financeira. Ao fazer isso, além de aumentar o interesse pelas nossas ações, mantemos a empresa no radar dos investidores que passam a demandar, cada vez mais, atualizações sobre o andamento operacional e financeiro da Companhia.

André Gonçalves

A Fibria conta com uma participação média de 220 participantes por teleconferência. Dentre as ações executadas ao longo desses anos visando aumento de participação de investidores, cabe destacar:
- Utilização de teleconferências pelo management em português e inglês;
- Constante atualização da base de contatos de investidores;
- Agilidade na divulgação dos resultados após os fechamentos trimestrais - a Fibria é a primeira empresa do seu setor que divulga resultados após o fechamento do trimestre;
- Envolvimento de toda a diretoria executiva nas teleconferências e não somente CEO / CFO.

5. O que a companhia tem feito para aumentar a base de investidores pessoa física?

Carlos Lazar

Recentemente, realizamos um desdobramento das nossas ações com o objetivo de dar mais liquidez para o papel, além de facilitar a entrada do investidor pessoa física como investidor da ação. Também realizamos eventos específicos voltados a esse público, como a divulgação de resultados usando a plataforma de sites especializados e corretoras voltadas à pessoa física.

André Gonçalves

- Disponibilização de manual para Participação em Assembléias;
- Aumento de visibilidade ao compor as carteiras dos índices de sustentabilidade/carbono eficiente;
- Busca constante pelo aprimoramento da linguagem na comunicação com o investidor, de forma a garantir a assimilação adequada das informações divulgadas.

Voltar ao Início
Acesse abaixo os debates anteriores:
1. Acionista mais participativo
2. Votos nas Assembléias
3. Governança Corporativa
4. Profissionais de RI
5. 9º Encontro Nacional de RI: Atualização, mudanças, globalização
6. Segmentação da base de acionistas
7. A importância do site de RI e da Internet na ação dos Profissionais de RI
8. O papel da Imprensa no relacionamento do Investidor com a Companhia
9. A Crescente Complexidade das funções de R.I. e os Desafios dos Executivos da Área
10. Assembléias on-line, entraves e benefícios
11. A Implantação das IFRS no Brasil
12. Relações com Investidores em momentos de crise
13. Perspectivas em RI para 2009
14. IFRS na Prática
15. A Auto-Regulação e o CODIM
16. Destaques do 11º Encontro Nacional de RI e Mercado de Capitais
17.Sustentabilidade
18. Atendimento ao Investidor Individual
19. Apresentação de Resultados para Investidores e Analistas
20. O Desafio da Educação Financeira
21. Formulário de Referência
22. Bovespa em baixa significa companhias em crise?
23. Período de silêncio pré IPO - Mídia
24. 10 anos de Novo Mercado de Governança Corporativa
25. Premiações a área de relações com investidores e governança corporativa
26. Código de Conduta no Site RI
27. Instrução CVM nº 547 - Divulgação de Fatos Relevantes em Portal Eletrônico
    Voltar ao Início    
Você também pode sugerir temas para nossos debates pelo e-mail redação@acionista.com.br