Índice para outros Setores

Setor Agronegócio: Valorização internacional das commodities marca projeções

24 de Julho de 2012

A realidade é muito diferente entre as diversas empresas agrícolas cotadas na bolsa de valores. A produção de alimentos está atrelada a conjunturas bastante específicas de cada cadeia produtiva – que tem sua própria pauta de demandas, sazonalidade e reage de modo diferente às influências da variação do dólar e do clima. No último mês, porém, a valorização dos grãos (que chegou a 40% no caso do milho, por exemplo), fez com que fossem revistas as projeções gerais para todos os segmentos. A revisão inclui não só uma mudança de perspectiva do que vai ser plantado na próxima safra – o plano safra brasileiro para o período 2012/2013, anunciado no início do mês, foi orçado em R$ 115 bilhões – mas também mexe no arranjo das cadeias produtivas da carne, do frango e dos suínos.

Segundo o ministro da Agricultura, Mendes Ribeiro Filho, o Brasil vai anunciar, nos próximos dias, uma safra recorde de milho (puxada pelo bom desempenho no Mato Grosso), mas a demanda externa faz com que o preço da ração animal dispare no mercado interno e, como salientam fontes ligadas à Associação Gaúcha de Avicultura (Asgav), esteja em falta. O assessor agrícola da corretora Souza Barros, Marcos Lima, lembrou que os importadores estão oferecendo aos produtores de milho preços acima dos negociados no mercado futuro. “Quando o mercado futuro estava pagando nos prazos menores R$27,00 a saca, em Santos a oferta era de R$ 28,50 para entrega no mesmo dia. Atualmente, os contratos são negociados a R$35,50 ou R$36,00 nos prazos mais curtos”, afirma Lima.
,
 

Enquanto o mercado de commodities agrícolas marca claramente o movimento de alta – com a projeção da estiagem nos Estados Unidos de provocar uma quebra de 50% na safra de milho e de causar estragos significativos também na soja, se não chover no meio-oeste até 15 de agosto – as ações das empresas agrícolas na Bovespa têm comportamentos bastante distintos. A SLC Agrícola tem uma alta de quase 40% no ano, outras menos líquidas apresentam queda. “Não necessariamente o desempenho da empresa em suas atividades é o que está refletido nos preços das ações, pelo menos não no curto prazo”, alerta o analista da XP Investimentos, William Alves. Ele lembra que, num momento de incertezas (como a brusca queda da oferta mundial dos principais grãos combinada com a crise europeia), os investidores podem decidir alocar seus recursos em papéis com maior volume de negociações e, assim, pressionar negativamente as ações de companhias menos líquidas.

 

William Alves
analista XP Investimentos

;

Em geral o setor vem apresentando uma boa performance, mas os números variam bastante de uma empresa para outra e há algumas que acumulam perdas, enquanto outras estão com altas expressivas, como é o caso da SLC Agrícola, que valorizou quase 40% em 2012. Com certeza as projeções de maior demanda para esse ou aquele produto (como o caso do milho) e a oferta de recursos para o produtor rural impactam nas ações das empresas relacionadas com toda a cadeia. A oferta de crédito e a projeção de ganhos vislumbrada pelo produtor rural são igualmente importantes.

Recomendação: Não tem. No entanto, é importante avaliar cada papel, já que as empresas estão registrando movimentos bastante diferentes entre si.

,

 

Maria Cristina Costa
analista Lopes Filho


Mesmo diante de um cenário macroeconômico mais desafiador são boas as perspectivas para a produção agrícola nacional e para a cadeia de suprimentos a ela relacionada. Esta premissa se baseia fundamentalmente na demanda crescente por alimentos, nos impactos cada vez mais frequentes de eventos climáticos responsáveis pelas diversas quebras de safras em vários dos principais países produtores agrícolas e o incremento da demanda por grãos por parte das indústrias de biocombustível. Os aspectos comentados tendem a manter "apertados" os estoques mundiais de diversas commodities agrícolas, especialmente nos casos da soja, do milho, do trigo, da cana-de-açúcar e do algodão. Desta forma, concluímos que os preços destas commodities tendem a permanecer em patamares elevados. Dentro deste contexto, a exceção é o algodão, cujos estoques mundiais estão mais "folgados" em função de uma política de compras mais conservadora por parte do governo chinês a partir do 2S11, com vistas a preservar seu mercado. Dentro deste contexto, julgamos que o Brasil continuará sendo um player ativo. Destacamos ainda como aspecto positivo o fato de estarem em andamento estudos governamentais que poderão resultar na redução da dependência de matérias-primas importadas para fertilizantes, fato que se confirmado poderá resultar em redução de custos para as indústrias brasileiras e também em oportunidades de negócios no mercado internacional.

Recomendação: Não fez.


 
Empresa ► Fer Heringer Josapar M.DiasBranco Nutriplant Oderich Rasip Agro Renar SLC
  Dados▼ FHER3 JOPA3 MDIA3 NUTR3M ODER3 RSIP3 RNAR3 SLCE3
Nível Gov. Corporativa NM - NM NM - - NM NM
PL 1T11R$ MM 473,61 356,59 2.005,77 1,98 93,82 62,25 46,81 1.920,23
PL 1T12R$ MM 476,76 358,58 2.112,27 - 0,91 93,35 64,24 39,38 1.970,49
LL 1T11R$ MM 8,32 - 2,71 82,18 - 2,34 - 3,32 2,01 - 3,59 22,37
LL 1T12R$MM 3,15 - 1,85 106,50 - 2,89 - 0,84 1,98 - 14,2 33,16
Variação LL 2012 (%) - 62,14 - 31,73 29,59 23,50 - 74,70 - 1,49 295,54 48,23
ROE 2012(%) 0,66 NE 5,04 NE NE 3,08 NE 1,68
Índices Bovespa                
Ibovespa
IBRX-50
IBRX
IBRA . .
ICO 2
IDIV
IGC . . . .
IGCT . .
Itag . . . .
ISE
IVBX2
MLCX
SMLL . .
ICON . .
INDX .
IEE
IMAT
IMOB
ITEL
IFNC
UTIL
 

Informações Relevantes:

O Patrimônio Líquido de 2011 é relacionado à controladora, conforme indicado nos dados disponibilizados na BM&FBOVESPA.

ROE - Retorno - lucro líquido sobre patrimônio líquido consolidados
NE - Não existe.
Fonte: Resultados divulgados no site da BM&Fbovespa conforme Legislação Societária.

voltar ao topo

Empresas

Pay Out (%)

Periodicidade

Tag Along
(On) e (PN)

Conselheiros Independentes

Fer. Heringer 25% Anual 100% Não
M.Dias 25% Anual 100% Sim
Nutriplant 25% Anual 100% Sim
Rasip Agro 30% + 10% PN Anual Não Não especificado
Renar 30% Anual 100% Sim
SLC Agrícola 25% Anual 100% Sim

 

Informações Relevantes:


Não foi possível localizar as informações referentes à Josapar e Oderich.

Pay Out é o percentual pago do lucro líquido em forma de dividendos e juros sobre capital.
Tag Along: Para as empresas que não especificamos o direito ou não de tag along para as ações preferenciais, significa que elas têm somente uma classe de ação. De acordo com Lei das S.As, Artigo 254-A o tag along é o direito que assegura que a venda do controle de uma empresa poderá ocorrer sob a condiçÃo de que o acionista adquirente faça uma oferta pública de aquisição das demais ações ordinárias de modo a assegurar a seus detentores o preço mínimo de 80% do valor pago pelas ações integrantes do bloco de controle.
Conselheiro Independente, de acordo com o Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (IBGC): O Conselho da organização deve, preferencialmente, ter maioria de conselheiros independentes. O conselheiro independente se caracteriza por: Não ter qualquer vínculo com a organização, exceto eventual participação de capital; não ser acionista controlador, membro do grupo de controle, cônjuge ou parente até segundo grau destes, ou ser vinculado a organizações relacionadas ao acionista controlador;não ter sido empregado ou diretor da organização ou de alguma de suas subsidiárias; não estar fornecendo ou comprando, direta ou indiretamente, serviços ou produtos à organização;não ser funcionário ou diretor de entidade que esteja oferecendo serviços ou produtos à organização;não ser cônjuge ou parente até segundo grau de algum diretor ou gerente da organização;não receber outra remuneração da organização além dos honorários de conselheiro (dividendos oriundos de eventual participação no capital estão excluídos desta restrição)No Novo Mercado é obrigatório que 20% dos conselheiros sejam independentes.

As informações citadas acima são determinadas em estatuto e, no caso dos dois primeiros itens, podem ser feitos diferentemente na prática.
Fonte: site e contato com as companhias, BM&FBovespa (Tag Along).

 

voltar ao topo


Reportagem Clarisse de Freitas e Supervisão de Conteúdo Grazieli Binkowski

      redacao@acionista.com.br


 

Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do Acionista.com.br

Atendendo a instrução CVM nº 388 de 30/04/2003, o analista entrevistado pelo Acionista.com.br declara que:
I – As recomendações expressas pelo analista entrevistado e publicadas pelo Acionista.com.br, refletem única e exclusivamente suas opiniões pessoais, e que foram elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à instituição à qual esteja vinculado, se for o caso;
II – O analista entrevistado não mantém vínculo com qualquer pessoa natural que atue no âmbito das companhias cujos valores mobiliários foram alvo de análise no relatório divulgado;
III – A instituição à qual o analista entrevistado pelo Acionista.com.br está vinculado, quando for o caso, bem como os fundos, carteiras e clubes de investimentos em valores mobiliários por ela administrados não possui participação acionária direta ou indireta, igual ou superior a 1% (um por cento) do capital social de quaisquer das companhias cujos valores mobiliários foram alvo de análise no relatório divulgado, ou está envolvida na aquisição, alienação e intermediação de tais valores mobiliários no mercado;
IV – O analista entrevistado não é titular, direta ou indiretamente, de valores mobiliários de emissão da companhia objeto de sua análise, que representem 5% (cinco por cento) ou mais de seu patrimônio pessoal, ou esteja envolvido na aquisição, alienação e intermediação de tais valores mobiliários no mercado;
V – O analista entrevistado pelo Acionista.com.br ou instituição à qual esteja vinculado não recebe remuneração por serviços prestados ou apresenta relações comerciais com qualquer das companhias cujos valores mobiliários foram alvo de análise no relatório divulgado, ou pessoa natural ou pessoa jurídica, fundo ou universalidade de direitos, que atue representando o mesmo interesse desta companhia; e
VI – A remuneração do analista entrevistado ou esquema de compensação do qual é integrante não está atrelada à precificação de quaisquer dos valores mobiliários emitidos por companhias analisadas no relatório, ou às receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela instituição a qual está vinculado, se for o caso.

Advertência:
As informações econômico financeiras apresentadas no Acionista.com.br são extraídas de fontes de domínio público, consideradas confiáveis. Entretanto, estas informações estão sujeitas a imprecisões e erros pelos quais não nos responsabilizamos.
As opiniões de analistas, assim como os dados e informações de empresas aqui publicadas são de responsabilidade única de seus autores e suas fontes.
O objetivo deste portal é suprir o mercado e seus clientes de dados e informações bem como conteúdos sobre mercado financeiro, acionário e de empresas. As decisões sobre investimentos são pessoais, não podendo ser imputado ao acionista.com.br nenhuma responsabilização por prejuízos que eventualmente investidores ou internautas, venham a sofrer.
O acionista.com.br procura identificar e divulgar endereços na Internet voltados ao mercado de informação, visando manter informado seus usuários mais exigentes com uma seleção criteriosa de endereços eletrônicos. Essa divulgação é de forma única, e os domínios divulgados são direcionados a todos os internautas por serem de domínio público. Contudo, enfatizamos que não oferecemos nenhuma garantia a sua integralidade e exatidão, não gerando portanto qualquer feito legal.