Bolsos vazios

Selic a 9,25%, resultado histórico: COPOM terá força para seguir neste ritmo?

27 JUL, 2017 / POR: ACIONISTA.COM.BR

                                   

O BC, Banco Central do Brasil confirmou ontem (26/07) a queda em um ponto percentual da Selic ficando em 9,25%. Com este corte entramos na 7ª queda consecutiva.

Segundo, Rafael Sabadell da GGR Investimentos o impacto deste corte será sentido na redução do custo de crédito, ajudando na retomada do consumo e investimentos.

Sabadell diz que conforme a queda dos juros, os investidores procuram rentabilidade fora da renda fixa, optando por investir em construções, novos empreendimentos e ações. Este tipo de investimento visa estimular a economia de maneira mais direta do que atuação no mercado de renda fixa.

Para Sabadell, o mercado esperava sim novo corte, porém foi pego de surpresa com o comunicado do Copom que em setembro deva ocorrer mais um no mesmo ritmo do deste mês.

O BC se mostrou disposto a manter esse ritmo do corte de 1% caso o seu cenário base não se altere. O mercado esperava que o COPOM continuasse com a sinalização da reunião de maio, na qual mostrava a intenção de começar a desacelerar a magnitude dos cortes na Selic. Além disso, o mercado também reduziu suas estimativas para a Selic terminal, antes por volta dos 8,5% e agora próxima dos 7,75% diante da baixa inflação e atividade, disse Rafael Sabadell.

A inflação, segundo as expectativas do Boletim Focus do BC, deve encerrar 2017 em 3,33%, ficando dentro meta e do teto, se por acaso for entre 3% e 6%. Já para 2018 ,segundo analistas e economistas, deve manter-se estável ficando abaixo da ,meta central que é 4,5%.

Os analistas de mercado mantiveram tanto para 2017 , quanto para 2018 respectivamente, o PIB em 0,34% e 2%.

Matéria relacionada: Investimentos - Como ficam seus investimentos com nova queda da Selic