Roubini corta projeção para a Selic em 2017

26 JUL, 2017 / POR: GUSTAVO KAHIL, MONEY TIMES

                          

A consultoria do economista Nouriel Roubini cortou as estimativas para a taxa Selic de 8,5% para 8% ao final de 2017, mostra um relatório enviado a clientes.

"Desde a última reunião de política monetária, a queda mais rápida do que o esperado nos alimentos e, portanto, dos preços em geral e a falta de recuperação da economia abriram a porta para uma maior flexibilização monetária do Banco Central do Brasil (BCB), que o mercado parece agora precificar", explica o economista Pedro Tuesta.

Segundo ele, o principal risco para essa visão é o de que a taxa neutra não irá cair tão rápido quanto o esperado – devido ao atraso na reforma da Previdência -, o que pode levar a política do BC para o território expansionista.

Isso aumentaria o risco de uma inflação maior e reverteria o rumo da política monetária em 2019, "apesar de este cenário só se tornar claro a partir do ano que vem", explica.

Sobre os riscos, Tuesta lembra que o mercado não tem considerado a possibilidade de entrada de um político de perfil mais esquerdista.

"O mercado parece relativamente otimista sobre o atual ambiente político, mas acreditamos que é porque espera que o atual presidente e / ou seu substituto encontrem uma saída para o impasse legislativo atual e, no processo, adotem as políticas econômicas atuais. O mercado não parece pensar que há muitas chances de um presidente de esquerda chegar ao poder. Se isso for mais provável, a confiança pode diminuir rapidamente", conclui.