Comentário Econômico 

Boas notícias do mercado de trabalho Índice

21 de agosto de 2009
Por Maristella Ansanelli

Os dados do mercado de trabalho em julho surpreenderam positivamente, com queda da taxa de desemprego para 8,0% e recuperação importante do número de ocupados. A reação do mercado de trabalho tem sido mais rápida do que o esperado, especialmente quando analisada à luz dos demais indicadores de atividade econômica.

A taxa de desemprego, já descontados os efeitos sazonais, recuou para 8% em julho, ainda acima da média de 7,5% do período pré-crise, mas já bem abaixo dos 8,5% do início deste ano. Tal melhora é muito significativa se considerarmos que ainda estamos no início do processo de retomada da atividade econômica e o mercado de trabalho usualmente reage de forma defasada.

Importante ressaltar ainda a composição do resultado, com uma melhora da taxa de desemprego primordialmente derivada do aumento do número de pessoas ocupadas e não de uma redução da população economicamente ativa (o que poderia derivar de um menor número de pessoas procurando trabalho por conta do efeito desalento e não de uma recuperação efetiva do emprego).

Olhando pela ótica da remuneração do trabalho, os resultados deste mês também foram muito positivos, com a primeira elevação dos salários reais após cinco meses de queda. Com mais emprego e salários mais altos, a massa total de salários apresentou bons resultados, o que contribui para a sustentação do consumo doméstico.

Corroborados pelo Caged, que também mostrou importante aumento do emprego formal no último mês, os resultados do mercado de trabalho em julho reforçam o quadro de aquecimento da demanda doméstica ao longo dos próximos meses. Neste contexto, o consumo interno deve continuar sendo o principal pilar da recuperação econômica brasileira, compensando a ainda fraca demanda externa e o ritmo lento de retomada dos investimentos.


 

Maristella Ansanelli
Gustavo Arruda

*Economista-chefe do banco Fibra
maristella.ansanelli@bancofibra.com.br
Comentário Econômico  07/08/2009

* Este artigo expressa a opinião do seu autor. O Acionista.com.br não se responsabiliza e nem pode ser responsabilizado pelas informações dadas no artigo ou por eventuais prejuízos de qualquer natureza em conseqüência do uso destas informações.
Advertência: As informações econômico financeiras apresentadas no Acionista.com.br são extraídas de fontes de domínio público, consideradas confiáveis. Entretanto, estas informações estão sujeitas a imprecisões e erros pelos quais não nos responsabilizamos.
As opiniões de analistas, assim como os dados e informações de empresas aqui publicadas são de responsabilidade única de seus autores e suas fontes.
O objetivo deste portal é suprir o mercado e seus clientes de dados e informações bem como conteúdos sobre mercado financeiro, acionário e de empresas. As decisões sobre investimentos são pessoais, não podendo ser imputado ao acionista.com.br nenhuma responsabilização por prejuízos que eventualmente investidores ou internautas, venham a sofrer.
O acionista.com.br procura identificar e divulgar endereços na Internet voltados ao mercado de informação, visando manter informado seus usuários mais exigentes com uma seleção criteriosa de endereços eletrônicos. Essa divulgação é de forma única, e os domínios divulgados são direcionados a todos os internautas por serem de domínio público. Contudo, enfatizamos que não oferecemos nenhuma garantia a sua integralidade e exatidão, não gerando portanto qualquer feito legal.