Localiza: Fusão com a Hertz ainda não foi precificada

21 JUL, 2017 / POR: GUSTAVO KAHIL, MONEY TIMES

                          

Os resultados da Localiza "vieram fortes", avalia o Citi em um relatório enviado a clientes nesta sexta-feira (21). O lucro líquido ficou em R$ 129,3 milhões, uma alta de 31,9% em relação ao apurado no mesmo intervalo de 2016, veio acima das expectativas do banco e do consenso. O analista Stephen Trent observou um aumento na taxa de utilização da frota, compatível com uma diluição do custo fixo incremental que explicam os números das receitas.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) consolidado totalizou R$ 298,7 milhões entre abril e junho de 2017, uma alta de 27,5% na comparação com o segundo trimestre de 2016. A receita líquida apresentou crescimento de 39,7% quando comparada ao mesmo período do ano passado, para R$ 1,345 bilhão.

"Embora o fluxo de caixa livre, incluindo os custos associados à construção de sua nova sede, tenha sido um pouco negativo, tudo mais constante, esses resultados devem dar suporte para uma reação positiva das ações nesta sexta-feira", explica Trent.

As receitas líquidas de aluguel apresentaram crescimento de 17,6%, sendo 21,2% na Divisão de Aluguel de Carros e 10,6% na Divisão de Gestão de Frotas. A receita líquida do Seminovos entre abril e junho cresceu 62,8% quando comparada ao segundo trimestre de 2016, devido à expansão de 46,0% no volume de vendas e de 11,5% no preço médio dos carros vendidos.

Ações

Segundo o Citi, os fundamentos subjacentes da Localiza continuam fortes, incluindo um trimestre de resultados recordes, apesar do ambiente político e econômico bastante desafiador no Brasil. "Além dos fundamentos fortes no mercado interno, as sinergias potenciais associadas à Hertz ainda podem não estar totalmente precificadas", diz.

A recomendação é de compra e o preço-alvo estimado é de R$ 56,50. O potencial de valorização é de 14,6%.

(Com Agência Estado)