fii

FII: Mercado pouco explorado pelos Brasileiros pode oferecer oportunidades

20 ABR, 2018 / POR: ACIONISTA.COM.BR

                                   

Um otimismo com o mercado imobiliário em 2018 abre os olhos dos investidores aos FII (fundos imobiliários) para os próximos meses. Mas investir neste tipo de fundo passa por saber avaliar a qualidade dos ativos, com atenção para os setores, assim como, para os segmentos.

Selic em nível historicamente baixo incentiva às aplicações financeiras de forma mais diversificada, tendo como alternativa os FII (fundo de investimento imobiliário) como opção para diversificar os investimentos. Até mesmo para aqueles com perfil mais conservador, que prefere não se arriscar em Fundos voláteis que concentram as aplicações mais em ações ou direto no mercado de ações que apresentam um grau de risco maior, pode garantir ganhos acima da taxa Selic e com a possibilidade de rendimentos mensais melhores que investimentos em Renda Fixa.

Alguns resultados macroeconômicos podem ser vistos como indicadores de que o FII venha a confirmar como uma boa alternativa para investimento. Queda no desemprego, melhora no varejo e mais procura por imóveis impulsiona o setor de shoppings centers e galpões de logística, além de incentivar os alugueis possibilitando para uma cobrança acima da inflação. Vale lembrar que o FII são isentos de imposto de renda (IR) para pessoa física, uma vantagem tributária que auxilia para um retorno acima do DI.

Apesar de muitos analistas considerarem que o setor possui uma tendência de alta, não quer dizer que sua evolução será rápida. Mas sim que vem como uma oportunidade de diversificação. Por isso, antes de investir a cautela e o conhecimento em qual fundo imobiliário aplicar o seu dinheiro é essencial.

Fonte: Nexo e DCI

Veja a tabela com 425 fundos que constam na lista CVM

Acompanhe os Resultados Econômicos e os Gráficos Comparativos


- Outras Matérias -