STF

Brasil: STF e o aumento salarial absurdo

09 AGO, 2018 / POR: ACIONISTA.COM.BR

                                   

A notícia da inclusão no orçamento de 2019 dos aumento salarial dos Ministros do STF em 16,38% deixou a todos perplexos.

Num país onde há 13 milhões de desempregados, empresas cortando gastos para sobreviver, governos municipais atrasando e parcelando salários, os ministros do STF votaram por 7x4 pela inclusão no orçamento de 2019 o seu aumento salarial de 16,38%. Este percentual de aumento estende-se a todos os demais servidores do judiciário, membros do MP, parlamentares e ministros dos Tribunais de Contas, ou seja, efeito cascata.

Hoje um ministro percebe R$ 33,7 mil/mês fora os benefícios. Se aprovado pelo congresso, o salário vai ultrapassar R$ 39 mil/mês por ministro. O impacto na economia será de R$ 2,87 milhões para o STF e de R$ 717,1 milhões para o Poder Judiciário.

Quando vemos que setores como educação, saúde e segurança são deixados de lado, os nossos ministros que deveriam dar o exemplo, nos brindam com este absurdo.

Ministros que votaram a favor do aumento: Ricardo Lewandoski, Luís Roberto Barroso, Marco Aurélio de Mello, Gilmar Mendes, Dias Toffoli, Luiz Fux e Alexandre Moraes. Os que foram contrários: Carmem Lúcia, Celso de Mello, Rosa Weber, Edson Fachin

Lewandowski disse:"Entendo ser de boa técnica orçamentária incluir projetos em andamento no congresso, incluir modestíssimo reajuste de 16,38%. Estou convencido que existe espaço para remanejamento".

Será que nossos magistrados esqueceram que o IPCA de julho ficou em 0,33%,o acumulado do ano 2,94% e nos últimos 12 meses 4,48%,?

Esqueceram-se que os salários do cidadão brasileiro tem sido majorados em índices menores que a inflação?

Porque eles precisam ter um aumento ou reposição como eles chamam, bem acima da inflação?

Onde vamos parar desta maneira ?
Nossos representantes no congresso aprovarão este aumento? Onde está a responsabilidade fiscal?