Estádio do PSG

Empresas brasileiras ou Neymar, o que vale mais?

04 AGO, 2017 / POR: ACIONISTA.COM.BR

                                   

Hoje, Neymar Jr. é o jogador mais caro do mundo. Seu valor de mercado é de € 222 milhões, o que equivale a R$ 820 milhões (03/08). Ele vale isto hoje no mercado porque além de ser um bom jogador, ou como dizem "o cara joga muito", pois a mídia supervaloriza o futebol e principalmente, o jogador. Será que merece tanta valorização?

Se ele fosse um ativo na Bolsa, seu código um dos mais procurados. Digamos que fosse NMJR3, sua cotação seria tão alta quanto a projeção que a mídia faz? Qualquer notícia positiva ou negativa mexe com o mercado. Quem não lembra da Petrobras, Odebrecht no furacão da Lava-Jato? Ações em queda.

Ele não precisa pagar para ter um comercial, ele é pago para fazê-lo. Já uma empresa que queira divulgar seu produto em horário nobre paga, faz inserções em programas, porém o custo é muito alto.

O valor que receberá é altíssimo se comparado com as empresas que não surgiram ontem, mas tem toda uma história. Empregam milhões de pessoas e muitas vezes não tem o melhor desempenho financeiro no final do trimestre. Algumas delas não tem seu valor de mercado, nem próximo ao de Neymar. Listamos algumas para ver o superfaturado mercado futebolístico.

Valores em R$ (milhões)
Ambev R$ 295.766
Petrobras R$ 197.041*
Banco Bradesco R$ 181.030
Lojas Renner R$ 21.477
GPA R$ 16.637
Fonte: BB Investimentos e Elite - Boletins de desempenho 2T17
*Spinelli 1T17

Com a crise que assola o país, em meio aos terremotos políticos que não mais nos surpreendem, as empresas precisam fazer milagres para manter-se no mercado visando um desempenho melhor no terceiro trimestre de 2017.

Existem companhias que para evitar uma demissão maior optam, em comum acordo com os sindicatos, fazer a redução de jornada de trabalho, e com isso, também reduz salário.

Hoje um trabalhador que comece com um salário mínimo recebe o valor de R$ 937,00 reais bruto, descontando o INSS e vale transporte fica em R$ 805,82 reais líquidos. Com este valor além de alimentação ele tem de pagar contas e também, se der, assistir a um jogo da seleção com o Neymar em campo.

Será a mídia que hipervaloriza determinados setores, no caso, o futebol por conveniência?
Ou a população possui diferentes prioridades e incentiva para que isso aconteça?