Índice

Investimento$

Fundos perdem recursos pelo terceiro mês seguido

06 de julho de 2004

Os fundos de investimento voltaram a perder recursos em junho, pelo terceiro mês consecutivo. Com a volatilidade dos ativos, os investidores estão preferindo sacar os recursos para outras aplicações mais conservadoras. Apesar dos resgates superarem os novos depósitos em R$ 3,5 bilhões, ou 0,65% do Patrimônio Líquido, houve um crescimento do PL total da indústria de 0,74%. Os dados foram divulgados pela Associação Nacional dos Bancos de Investimento (Anbid).

No primeiro semestre, a indústria de fundos brasileira encerrou com PL de R$ 539 bilhões e captação líquida de R$ 12 bilhões. O resultado é da diferença da captação de R$ 15 bilhões nos três primeiros meses do ano e saída de no segundo trimestre. Entre abril e junho, os investidores reduziram as apostas preocupados com a volatilidade do mercado diante da perspectiva de alta dos juros nos Estados Unidos.

Em abril, as LFTs onde se baseiam as carteiras dos fundos DI, se desvalorizaram, fazendo alguns apresentassem rentabilidade negativa. As oscilações assustaram os investidores, que saíram de fundos DI e de renda fixa. O nervosismo do mercado que causou a alta das taxas pedidas pelos investidores, fez o Tesouro Nacional chegar a cancelar leilões de títulos públicos. Grande parte da migração foi para a poupança, que em maio captou R$ 1,7 bilhão. Outro ativo beneficiado pela troca de ativos foi o Certificado de Depósito Bancário (CDB) que registrou captação entre maio e junho.

Em junho, os fundos que mais perderam recursos foram os multimercados, com captação líquida negativa de R$ 2,5 bilhões somente em junho. As carteiras destes investimentos carregam tanto papéis de renda fixa quanto de variável e são mais arriscadas. Os fundos de ações apresentam perda de R$ 1,5 bilhão no semestre, do total R$ 178,6 milhões de resgates líquidos apenas em junho.

 
Equipe Técnica Acionista
redacao@acionista.com.br

Advertência: As informações econômico financeiras apresentadas no Acionista.com.br são extraídas de fontes de domínio público, consideradas confiáveis. Entretanto, estas informações estão sujeitas a imprecisões e erros pelos quais não nos responsabilizamos.
As opiniões de analistas, assim como os dados e informações de empresas aqui publicadas são de responsabilidade única de seus autores e suas fontes.
O objetivo deste portal é suprir o mercado e seus clientes de dados e informações bem como conteúdos sobre mercado financeiro, acionário e de empresas. As decisões sobre investimentos são pessoais, não podendo ser imputado ao acionista.com.br nenhuma responsabilização por prejuízos que eventualmente investidores ou internautas, venham a sofrer.
O acionista.com.br procura identificar e divulgar endereços na Internet voltados ao mercado de informação, visando manter informado  seus usuários mais exigentes com uma seleção criteriosa de endereços eletrônicos. Essa divulgação é de forma única, e os domínios divulgados são direcionados a todos os internautas por serem de domínio público. Contudo, enfatizamos que não oferecemos nenhuma garantia a sua integralidade e exatidão, não gerando portanto qualquer feito legal.