Busca avançada no Acionista.com.br

INDICADORES DE MERCADO

                 

O Portal Acionista apresenta, semanalmente, tabela atualizada da evolução do Ibovespa, do volume diário de negócio, da cotação do dólar comercial americano e do Risco Brasil com breve comentário sobre as variações ocorridas no período. O gráfico representa a variação relativa dos respectivos índices, tendo como base os índices do dia 28/12/2006 para a série de indicadores relativos ao período 2007/2017.

Fonte: Bovespa, BCB, JPMorgan, Imprensa

Variação Percentual dos Indicadores do Mercado
Período Ibovespa US$ Risco Brasil
12 Meses 25,97 (1,3) (22,0)
Ano 27,83 (3,1) (24,6)
Mês 3,63 (0,51) (0,4)
Semana 1,23 (0,32) 0,4


Semana de 09 à 13/10/2017

Evolução de Indicadores Econômicos

Carlos Dix Silveira/Economista

Dólar - O dólar à vista variou esta semana dos R$ 3,185 de segunda-feira (09) aos 3,149 nesta sexta-feira (13). A pesquisa Focus desta semana manteve a previsão da taxa do dólar de 2017 em R$ 3,16 e a de 2018 em R$ 3,30. A taxa de câmbio apresenta queda 0,35% na semana, de 0,57% no mês e de 3,11% no ano. Acumula queda de 1,29% nos últimos doze meses.

 




Bolsa - O Ibovespa fechou a semana aos 76.989 pontos em alta de 1,23%. Acumula alta de 3,63% no mês, de 27,83% no ano e de 25,97% nos últimos doze meses. O giro financeiro médio diário da semana foi da ordem de R$ 9,203 bilhões, com alta de 2,93% em relação à semana anterior. A alta das ações da Vale e o aumento do preço do minério de ferro na China puxou o movimento da bolsa que atingiu novo recorde sexta-feira (13). A tendência da bolsa em médio prazo é de alta, segundo manifestação de analistas. As ações da Petrobras se mantem estáveis. A bolsa tem proporcionado boas oportunidades para investidores informados ou bem assessorados.





Petróleo & Petrobras - O preço médio do barril de petróleo Brent nesta semana passou de US$ 58,13 para R$ 56,51, em queda de 2,78% em relação à semana anterior. O petróleo Brent fechou o movimento de sexta-feira (13) cotado a US$ 57,17, com alta de 2,93% na semana, queda de 0,59% no mês e alta de 1,02% no ano. Nos últimos doze meses acumula alta de 18,32%. O petróleo WTI, por sua vez, encerrou cotado a US$ 51,42, com alta de 4,41% na semana, quedas de 0,48% no mês e de 4,88% no ano. Acumula alta de 9,97% nos últimos doze meses.

As ações PETR3 ON fecharam a semana cotada a R$ 16,57. Apresentam alta de 1,22% na semana e de 4,35% no mês, e queda de 2,18% no ano. Acumula alta de 9,45% nos últimos doze meses. As ações PETR4 PN fecharam cotadas a R$ 16,07, com alta de 4,42% na semana, de 4,96% no mês e de 8,07% no ano. No acumulado dos últimos doze meses apresenta alta de 18,42%.

A vida empresarial não tem sido fácil para a Petrobras. As consequências dos desmandos financeiros e das dificuldades geradas pela corrupção instalada no governo petista e dos partidos da sua base continuam a pressionar a gestão da companhia. A Comissão de Valores Mobiliários iniciou em junho deste ano processo de análise da contabilidade do período 2010 a 2014 com objetivo de apurar irregularidades nos procedimentos de baixa do valor contábil de ativos, conhecidos como impairments, na área de Refino e Gás, envolvendo os projetos da Refinaria Abreu e Lima e do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro. Vários ex-presidentes e muitos executivos, antigos e atuais estão sendo investigados. Essas demandas perturbam a gestão da empresa e impactam o valor das ações na bolsa.

16 OUT, 2017

WhatsApp Acionista.com.br

+55 51 99533-0490

*Este número não recebe ligações, apenas mensagens via WhatsApp.


Linha direta Acionista.com.br com você.

Que tipo de informação você deseja receber?

Boletins e Análises das Corretoras
Fatos Relevantes das Cias
Notícias que agitam o Mercado
Conteúdos 100% Acionista.com.br
Cursos e Eventos

Envie mensagem com o tema escolhido e receba de 2ª a 6º feira.