M Dias Branco

Uma forma diferenciada de rechear o caixa

Analistas: Sandra Perez(CNPI)

31 JAN, 2017 / Jornalista Responsável: Grazieli Binkowski /

A M. Dias Branco atua no segmento de farináceos, com diversas marcas atuando no varejo, sobretudo no Nordeste, onde a companhia nasceu. Destaque para o posicionamento de liderança em praticamente todos os segmentos de atuação. A companhia tem formas diferentes de se proteger dos custos, produzindo seus próprios insumos, e goza de um balanço sem dívidas. Atualmente, existem duas fábricas sendo construídas para atender à Região Sudeste que devem ficar prontas no biênio 2019/20. Esperamos para ver a definição dos planos de expansão da empresa, podendo ser via aquisições. Vale destacar que a empresa vem avaliando alternativas para favorecer a liquidez de seus ativos em bolsa, como o desdobramento de ações

Quais os fundamentos para o crescimento da sua receita?

O setor de alimentos em si acaba possuindo uma correlação muito grande com o andar da economia, neste sentido a recessão econômica nos últimos anos vem limitando seu crescimento. O setor está praticamente estagnado desde 2014. Para a M. Dias Branco, os tempos não foram tão difíceis. Apesar de sofrer, a empresa passou pelo pior da crise sem maiores problemas, devido a diversos diferenciais competitivos, como destacaremos a seguir.

Quais são os planos de crescimento da empresa?

A companhia possui planos de crescimento direcionados especialmente à Região Sudeste, onde é relativamente nova. A empresa adentrou neste mercado em 2003, com a aquisição da marca Adria, e de lá pra cá vem ampliando seu portfólio de produtos, como torradas e massas para bolos. A companhia frisou que estuda métodos de expansão na região, podendo ser via aquisições ou crescimento orgânico. Neste sentido, vale destacar que a M. Dias não possui dividas, sendo caixa liquido.

O lançamento de novos produtos já traz resultados ao caixa da empresa?

Ainda que de forma muito contida, os novos produtos possuem certa representatividade na organização, atualmente descrita como “outros produtos” no release da empresa. Porém, vale destacar que dentro dos planos de expansão, os lançamentos devem ganhar maior representatividade nos próximos exercícios.

Como a empresa é impactada pela variação do preço de insumos agrícolas?

A M. Dias possui um interessante diferencial competitivo: a produção própria de insumos e grande capacidade de armazenagem, sendo o único player do setor. Tal diferencial mitiga em muito os impactos que as variações nos preços trazem às suas operações. No 3° trimestre deste ano, a produção própria de gordura vegetal e farinha de trigo estavam superiores a 90% e devem atingir 100% neste ano.

O que podemos esperar das ações negociadas na BM&FBovespa no médio e longo prazos?

A recente reformulação da equipe de vendas trouxe importante impacto operacional para o 3° trimestre, como evidenciado pela recuperação das margens operacionais. Daqui pra frente, embora a empresa não forneça guindance, esperamos desempenho superior à média apresentada, também em parte pela reformulação do sistema logístico em curso. Desta forma, nos mantemos otimistas com a companhia, que possui interessantes diferenciais competitivos, além de liderança nos segmentos em que atua. Assim, recomendamos compra para os ativos da empresa.