GRENDENE

A estratégia para manter seu mercado na crise

Analista: Sandra Peres(CNPI)

18 JUL, 2017 / Jornalista Responsável: Grazieli Binkowski /

                          

A empresa foi fundada em 1971, com a produção de calçados para o público feminino, masculino e infantil. A companhia é detentora de marcas reconhecidas, como Melissa, Grendha, Ilhabela, Zaxy, Rider, Cartago, Ipanema, Pega Forte, Grendene Kids e Grendene Baby. Além disso, atua também através de licenciamentos de celebridades e personagens do universo infanto-juvenil. A Grendene é totalmente integrada, com 6 unidades industriais, compostas por 12 fábricas de calçados, com capacidade instalada de 250 milhões de pares/ ano, além de matizaria e fábrica de PVC para consumo próprio na produção de calçados; com uma logística de distribuição que atinge desde distribuidores a varejistas tradicionais e não tradicionais em todo o território nacional e no exterior. Preço alvo da ação: R$ 33, com recomendação de manutenção dos papéis GRDN3.

Quais são os fatores de crescimento da sua receita?

Os principais fatores de crescimento da receita são a melhora nos mercados interno e externo, pois a companhia também é exportadora. Sendo assim, a melhoria no poder de compra da população, maior crédito e crescimento econômico são catalisadores para o bom desempenho de suas vendas. No início do ano, a companhia reportou bons resultados ocasionados pela elevação de todas as margens e algum ganho de market share. Vale destacar que, mesmo com a descontinuidade dos negócios na Argentina, a Grendene reportou crescimento de 7,2% em sua receita líquida.

Qual sua situação financeira?

A empresa continua com baixa alavancagem e sendo boa pagadora de proventos. Para 2017, a Grendene manteve sua projeção com receita bruta entre 8% a 12%, e lucro líquido de 12% a 15%. Segundo a empresa, o mercado interno continua desafiador, no entanto, as reduções da inflação e da taxa de juros, aliados à alta do dólar e com os preços reduzidos das matérias primas, irão propiciar a continuidade dos bons números em 2017 e o atendimento da meta estipulada. Desta forma, mantemos nosso conservadorismo e recomendamos a manutenção dos papéis da companhia, visando o retorno para investidores que vislumbrem dividendo.

Como a empresa está posicionada em seu setor?

A companhia tem um diferencial competitivo perante seus concorrentes: atua de forma totalmente integrada, de modo que tem como gerenciar de forma mais eficiente todas as etapas do processo produtivo. Outro diferencial é o e-commerce, que, além de ter um canal de vendas com bom potencial de crescimento, acaba através da internet por estreitar o relacionamento com o consumidor e comercialização itens com maior valor agregado. Para o próximo ano, a companhia espera manter seu caixa líquido e continuar com controle rígido de custos e despesas.

Quais são os fatores de risco da empresa?

Os fatores de risco para a Grendene são se o agravamento da crise econômica, com as famílias muito endividadas e com altos índices de desempregos, além da perda de algum incentivo fiscal, já que a companhia conta com incentivos fiscais federais e estaduais.

O que podemos esperar da(s) ações negociadas(s) na B3 no médio e longo prazo?

A própria companhia comenta que a conjuntura econômica continua difícil, entretanto, continuará buscando ganhos de rentabilidade, além de manter as suas projeções de crescimento de receita e lucro inalteradas. A Grendene desacelerou os negócios na Argentina, alterando a sua estratégia de vendas neste país: ao invés de vender os produtos através de sua subsidiária passará a atuar já no segundo semestre de 2017 com distribuidor local. Além disso, as mudanças nos tributos (cálculo do INSS que antes era de 1,5% sobre receita bruta passará para 20% sobre a folha de pagamento) que entrarão em vigor em julho de 2017, terão impacto de forma negativa nos seus próximos resultados. Mesmo com todos os percalços, a companhia continua com sua visão de longo prazo para crescimento. Entretanto, se mantém bem conservadora. A Grendene espera que os volumes comecem a melhorar, mas ainda de forma paulatina, e o atingimento das metas fique mais perto do piso, e espera manter o seu market share e preservar as margens.